Bem-vindo (a)!

Por onde andei oferece dicas e roteiros de viagens baseados em experiências vividas pela autora. Boa leitura e boa viagem!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Museo de la Cultura del Vino - Dinastía Vivanco

Em uma outra cidadezinha de La Rioja, chamada Briones, está um dos melhores museus sobre vinho do mundo! Criado pelo grupo Dinastía Vivanco, o Museo de la Cultura Del Vino oferece um passeio completo por todos os passos da produção do vinho, desde a plantação das uvas até a confecção de embalagens.


O museu de 9.000 m2 é impressionante e rico em detalhes. Divido em 5 andares, cada exposição trata de um tema específico, seguindo a ordem:
1- Nascer, crescer, madurar: Explica a cultura do vinho, onde estão as maiores regiões produtoras, as diferenças entre os tipos de solo e de uvas, o processo de plantação e colheita.

2- Guardar as essências: Explica todo o processo desde a colheita das uvas, passando pelo tempo que permanece em fermentação, nas barricas de carvalho etc.
3- Sonho: Todo o processo de espera e repouso dos vinhos nas bodegas.
4- Arte e sonho: Uma grande coleção de arte relacionada à cultura do vinho.
5- Abrir, beber e servir: Explica a degustação de vinhos, como analisar e definir cores, olores e sabores.

Destaque especial para dois setores: O setor que, de forma interativa e interessante, explica toda a variedade de cores, sabores e olores que um vinho pode apresentar; e o setor de saca-rolhas, uma coleção impressionante e enorme de diferentes tipos de saca-rolhas, passando por diferentes gerações. Imperdível!
O museu está na Carretera Nacional N-232, Km 442. Aberto de 1 de junho a 30 de setembro, de terça a domingo, das 10h às 20h; e de outubro a maio, as terças, quartas, quintas e domingos, das 10h às 20h. Entrada €7,50.

A reserva para visitação è obrigatória. Pode ser feita através do e-mail info@dinastiavivanco.es o no site oficial http://www.dinastiavivanco.com/.

Para ter uma idéia de como é o museu, deixo um vídeo elaborado pela “Eventos de Cata”.

video

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Dica - Bodega Marqués de Riscal!

Em um município de La Rioja chamado Elciego, está localizada uma importante bodega, que vale uma visita!

A Bodega Marqués de Riscal, datada de 1858, é um verdadeiro complexo. Além da bodega, seu interior abriga um luxuoso hotel, dois restaurantes, SPA e um centro de eventos!

Além de produzir excelentes vinhos, a bodega Marqués de Riscal de La Rioja é conhecida pelo design moderno de seu hotel, que foi desenhado pelo famoso arquiteto Frank O. Gehry (o mesmo que desenhou o museu Gugghenheim, em Bilbao – Espanha). As formas e cores do hotel remetem às formas das parreiras e a cor do vinho.

As visitas a bodega são guiadas, bem explicativas, começando pela fermentação das uvas até a degustação final de alguns vinhos. Por ser a primeira bodega do grupo, a bodega de Elciego é um verdadeiro museu sobre a história dos vinhos Marqués de Riscal.

Destaque para o que eles chamam de “A Catedral”: É um local cuidadosamente ambientado (com temperatura e luz apropriadas) para guardar uma coleção única composta por garrafas de todas as safras produzidas desde 1862! Segundo conta o guia, para convencer o arquiteto Frank O. Gehry a desenhar o hotel da bodega, eles abriram uma garrafa de vinho (tirada da Catedral) do mesmo ano em que Frank nasceu (1929), e o vinho estava conservado!

Outra curiosidade da Bodega Marqués de Riscal: Anualmente eles enviam uma cortesia ao rei da Espanha, o Rei D. Juan Carlos I, de 6 barricas (cada barril tem 225 litros) do melhor vinho produzido na safra!

Para visitar, deve-se fazer reserva. As visitas acontecem diariamente, em diferentes horários, durando 1h30. O preço é € 10,00.

Reservas poder ser feitas por telefone (+34 945 180 888) ou por e-mail (marquesderiscal@luxurycollection.com)
Site oficial: www.marquesderiscal.com

PROVE!
Vinho Marqués de Riscal Gran Reserva 1999*

Para a elaboração de Gran Reservas, Riscal combina as melhores uvas de vinhas de mais de 30 anos. Este vinho permanece entre dois anos e meio e três anos em barricas de carvalho americano, além de outros três anos na garrafa antes de ser comercializado. Esse vinho é ideal para acompanhar pratos de carnes vermelhas, queijos e todos os tipos de assados. Temperatura ideal entre 16 e 18ºC.
Cor escuro intenso, mostrando seus tons avermelhados somente na borda da taça.
Em boca, aroma balsâmico inicial, que se suaviza ao redor e embaixo da língua.

*Texto disponível no site oficial da Marqués de Riscal.

domingo, 22 de novembro de 2009

Laguardia - Um encanto de pueblo!

Laguardia é um município da região de La Rioja que, apesar de ser minúsculo, talvez seja um dos mais encantadores! Com 1.500 habitantes, Laguardia é completamente cercada por uma muralha, que possui cinco portas de acesso à cidade. Suas ruelas estreitas e construções rústicas conservam um ar medieval impressionante!


É uma cidadezinha para ver em 1 hora, ou para se deliciar do agradável ambiente em algum restaurante local. Vale destacar que a economia de Laguarda é toda baseada na indústria do vinho!

Confira mais algumas fotos e aprecie a simples e surpreendente Laguardia!







quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Logroño - Capital de La Rioja!

Capital da região de La Rioja, Logroño é a cidade mais província, com cerca de 150 mil habitantes. Cortada pelo Río Ebro, por ali também passam muitos peregrinos que percorrem o Caminho de Santiago.

Como toda cidade medieval, Logroño também era contornada por uma muralha. Parte dessa muralha ainda permanece na cidade. É uma cidade tranqüila, agradável, com lindas paisagens e ótima gastronomia. Por ser pequena, seu Casco Antigo (região central onde estão os pontos turísticos) pode ser vista em meio dia. Uma sugestão é chegar lá pela manhã, conhecer a cidade e terminar o passeio com um almoço típico.

Informações Turísticas
Ao chegar na cidade, vá direto ao centro de Informações Turísticas, na Calle Portales, 50. Ali eles te entregam um mapa gratuito com uma sugestão de percurso turístico, além de dicas de restaurantes e outros pontos de interesse próximos à cidade. Aberto das 10h às 14h / das 16h30 às 19h30.

O que ver:

- El Espolón
Grande praça e centro dos principais acontecimentos e eventos em Logroño. Ali está uma grande estátua do General Espartero, príncipe de Vergara. É uma praça bonita, florida, onde você verá muitos idosos conversando e lendo jornal ou famílias passeando com seus filhos! Logo atrás do Centro de Informações Turísticas, é um ótimo ponto de partida.


- Concatedral de Santa Maria de La Redonda
Localizada na praça do Mercado, a igreja foi inicialmente construída no século XVI. É bonita exteriormente e interiormente, e conhecida porque ali está enterrado o General Espartero.


- Ponte de Pedra
Logroño possui duas principais pontes: a mais antiga, a Ponte de Pedra; e a mais moderna, a Ponte de Ferro.

A Ponte de Pedra é tão importante para a cidade que inclusive aparece no escudo da cidade. Além disso, é através dessa ponte que os peregrinos do Caminho de Santiago entram na cidade de Logroño. A vista é muito bonita!


- Ponte de Ferro
É a segunda ponte da cidade de Logroño, com bela vista também. Foi construída no século XIX.


- Caminho de Santiago
Como já comentamos, parte do longo caminho percorrido pelos peregrinos até Santiago de Compostela passa pela cidade de Logroño. Os peregrinos chegam pela Ponte de Pedra e passam pela Igreja de Santiago El Real. É uma igreja que impressiona por dentro. Seguindo o caminho, existe uma monumento em homenagem aos peregrinos.
- Calle Laurel
No Casco Viejo, essa é a principal rua para provar os pratos típicos da região. Desde restaurantes com excelente pratos, até barzinhos onde se vendem os famosos pintxos (são pequenos pratos que correspondem a uma fatia de pão montado com diferentes ingredientes, unidos por um palito – “pintxo”). Não deixe de provar, sempre acompanhado por um bom vinho da Rioja!

Site interessante: Faça uma visita virtual por Logroño no site http://www.riojanosenlared.com/logrono-virtual.htm

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

La Rioja - Capital do Vinho Espanhol!

La Rioja é uma região da Espanha localizada ao norte e composta por 174 municípios. É conhecida por sua belíssimas paisagens e pela produção de excelentes vinho (com denominação de origem qualificada Rioja)!


É, realmente, um encanto. As belas paisagens dominadas pelos vinhedos ficam ainda mais coloridas no outono, deixando o visual colorido entre verde, amarelo e vermelho. É, simplesmente, a região mais importante e a que produz os melhores vinhos da Espanha, e isso faz com que seja uma região na qual você pode visitar muitas vinícolas!
A culinária típica da região também deve ser destacada, com pratos fortes elaborados principalmente com carne vermelha.

O ideal para se conhecer a Rioja é alugar um carro e passear pela região, parando em alguns povoados e desfrutando da beleza natural de suas estradas.

Quando ir?

Indico o outono, pois a paisagem fica realmente linda. Para quem quiser curtir a principal festa tradicional da região, vale a pena ir em junho. Todos os anos, no dia 29 de junho (dia em que se celebra o São Pedro), milhares de pessoas se reúnem para a Batalha do Vinho! O evento acontece em Haro, uma cidadezinha de 12 mil habitantes, localizada no noroeste da região de La Rioja. A cada ano, cerca de 29 mil litros de vinho são utilizados na batalha, de onde ninguém sai se não tiver tomado um “banho” com a mais tradicional bebida da região!


Informações Turísticas

La Rioja é constituída por vários povoados muito próximos uns dos outros. Todos dispõem de várias casas rurais, que são pequenas pousadas. Para saber onde estão as principais vinícolas, onde ficar e qual é a média de preço, indico o site oficial de turismo da região. É um site extremamente completo e rico em informações úteis.

Anotem aí: http://lariojaturismo.com

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Ilha de Capri - Um encanto!

Se você já ouviu falar da Ilha de Capri, certamente ouviu coisas boas! E é verdade. Capri é um encanto, uma ilha cheia de charme e belezas naturais. Por isso é local de férias de muitas celebridades – e isso contribui para que seja um lugar caro.

A Ilha de Capri está localizada no sul do Golfo de Nápoles, tem cerca de 12 mil habitantes e compreende dois povoados: Capri e Anacapri.

Os barcos chegam em Capri. De ônibus, bondinho ou a pé (é uma boa subida!), você pode subir até Anacapri, que é muito bonita e proporciona uma impressionante vista! As principais praias também estão em Anacapri. São praias pequenas, de água parada e sem areia (no lugar de areia estão pedras!). No melhor estilo rústico e bem natural!

Um passeio bem interessante, encantador e imperdível é o passeio de barco até as grutas (sendo que a principal é a Gruta Azul). As excursões saem da Marina Grande (em Capri) e duram aproximadamente 40 min. É simplesmente lindo! É importante ter em conta que o passeio depende muito do tempo, de forma que se o mar estiver agitado, não se pode entrar na gruta. É um passeio caro (por volta de € 20,00 por pessoa), mas vale a pena!

Chegando na Ilha de Capri:
A Ilha de Capri é cara em todos os sentidos. Por isso, compensa ficar hospedado em Nápoles e passar o dia em Capri. Barcos (chamados Caremar) saem com freqüência do Molo Beverello, em Nápoles. Os horários são variados e você pode pegar um barco no primeiro horário da manhã, voltando no final do dia. O ticket varia entre € 15,00 e € 18,00, dependendo do tipo de barco e da empresa. O trajeto dura 60 minutos (com o TMV) e 80 minutos (com o Nave).

Para ver os horários e tarifas do Caremar, clique aqui.
Chegando na Ilha de Capri:
As belas paisagens da Ilha:
Passeio de barco:
Foto da estátua que te dá boas-vindas!
Grutas:
Informações Turísticas:
Assim que chegar na Ilha, vá ao centro de informação, pegue um mapa e dicas de praias e passeios. O centro de Informação Turística está na Marina Grande (onde os barcos chegam), aberto de segunda a sexta, das 9h às 13h / 15h30 às 18h30 (de maio a outubro fecha só às 20h30).